segunda-feira, junho 05, 2006

Hum! muito Police, pouco Sting

Ando cá intrigada com o concerto de Sting no RIR 2006.
Das duas três:
ou o rapaz teve um ataque súbito de saudadinhas dos Police, e desatou a despejar (quase todos) os temas da sua carreira com a sua primeira banda a sério,
ou construiu um concerto "à medida" para o evento, talvez prossupondo que a clientela quereria ver mais Police que Sting, mas não me parece que lhe tenhamos dado isso a entender há dois anos.
E outra coisinha: Será que Sting deu folga aos excelentes músicos que costumam acompanhá-lo? (o único presente era um dos guitarristas). É que a banda suporte do "English Man..." é dos mais interessantes grupos de suporte que já vi actuar e a prová-lo está "All this Time" o concerto da Toscania editado em DVD, para mim um concerto perfeito.
Pareceu-me estranho Gordon trazer uma formação reduzida como tinha nos Police. Senti um som rude demais, pouco trabalhado. Ainda por cima Sting já deixou escapar que pretende editar, brevemente, um álbum de alaúde com música do século XVI, ou coisa que o valha.
Não sei, não sei.
Não sei se lhe telefone a perguntar.


7 comentários:

Sunrise disse...

Telefona e depois avisa a malta! Concordo contigo no que diz respeito à actuação dele. E ainda por cima o moço nem parava para respirar, devia estar atrasado para algum encontro... Mesmo assim vale sempre a pena ver aquele charme... ;)

xanocas disse...

Olha que gostei, particularmente dessa fotografia!

Quanto aos promenores que referiste, também os notei... E também notei que, contrariamente aquilo que vi noutros espectáculos (sendo que nenhum deles ao vivo, entenda-se), o Sr. teve uma interacção com o publico, muito reduzida para aquilo que eu estava à espera.
Ainda assim, apesar de ter sido um grande "regresso ao passado" de que eu não estava a espera, vibrei com o concerto e a prová-lo, estão os meus joelhinhos que nem se sentem :-)

Aproveito ainda para dizer que fui forçada a recusar o convite para jantar que o Sting me fez - para infelicidade dele - uma vez que não queria deixar a minha companhia sozinha!

Pois... Sim... Sonha!

Beijocas!

Bernardina disse...

Realmente foi um concerto estranho porque não é normal ele cantar tantos temas dos Police. Acho que sim...telefona e depois dá noticias ao pessoal! Beijos

Silver disse...

Hey Sunrise,
Vale sempre a pena, sim ;) bjinhe

xanocas, eu sabia que não regulavas bem do côco, mas declinar um convite do Sting? Ganda maluuuca!!! ;) bjinhe

Bernardina, o gajo mandou dizer ao telefone que não estava, o malandro. Enfim ... bjinhe :)

g disse...

... sexo tântrico ??? hum ... achei o rapaz um tanto ao quanto eléctrico em relação a outros concertos que já vi, comparando com o de 2004 gostei mais deste.

confidencia disse...

Está difícil de comentar aqui! Olha esta foto está demais! Se lhe telefonares, diz que se eu o apanho não deixo nem os ossinhos! :)

Silver disse...

hi g, sem dúvida que os temas que fez com os Police são muito enérgicos. Em 2004 o borracho estava mais clamo com os temas do "Brand New Day". bjokas

oh confidencia, então e como é que o rapaz pega no viola-baixo. Tu não lhe faças isso. Bjinhes