quarta-feira, outubro 26, 2005

Não sei se isto é bom ...

... ou mau.
Se fôr mau, é muito mau.
Mas não deixa de me atormentar.
Então a minha família (entenda-se mana, cunhado e dois sobrinhos), já sabem que os 'mores estão cá em casa a viver comigo. Então e ninguém faz uma cenazinha de ciúmes nem nada??????
Huummmm (não sei se me devo preocupar com isto ou não)
É que, noutros tempos, que já lá vão, teria sermão, missa cantada, em género rock ou mesmo gospel, por parte da família... mas nada.
Pelo contrário. Tive que, praticamente expulsar a sobrinha cá de casa, preocupadíssima, com o estado de saúde do piolho. (amanhã "tenho que informar se está melhor da febre ou não).
A mana está cheia de "pena", porque "me vão viver para outra casa e me vão deixar sozinha". (não é bem assim porque eu também vou) mas, ainda assim, há todo um bailarico aqui que estou a estranhar.
O que já não estranho é toda a gente perguntar pelo "Rei do boteco" pois, porque de mim ou do 'mor já ninguém quer saber mesmo, mas ando a matutar nesta questão. há pois!

9 comentários:

Cruxe disse...

Quando entram crianças na história, os adultos passam a mera decoração

Anónimo disse...

yep ... passas a ser conhecida com a tia de ...

perdes a personalidade juridica

:)

quanto ao resto ... hoje que não vou trabalhar de noite, vamos conversar

concha disse...

:D
Parece-me bom sinal!

Mente Assumida disse...

Pois, é natural! El Rei é lindo, o que há-de fazer-se?!

Silver disse...

Essa é que é essa, Cruxe. Bjinhe pa ti.

Silver disse...

Olá concha. Eu também acho que é bom sinal, mas que é de estranhar, é. Bjinhes. Volta sempre

Silver disse...

Mente, El Rei põe toda a gente na sombra, o pinchavelho. Bjinh

mar disse...

eh pá! qdo é que saiem os convites pra inauguração? isso é que é informação importante!!!
bjos miuda!
sucesso na nova casita prós 3!!!

Silver disse...

Mar, é logo a seguir a ter tudo mais ou menos a funcionar. Mas sabes que podes vir visitar-nos quando bem te apetecer. Se não sabes, ficas a saber. E isso é a informação importante, por agora. Bjinhes