sexta-feira, fevereiro 04, 2005

Quando os poetas me escrevem

Foi para ti que criei as rosas.
Foi para ti que lhes dei perfume.
Para ti rasguei ribeiros
e dei ás romãs a cor do lume.
Eugénio de Andrade

Só tenho que te encontrar porque ainda não te conheço.
Não vou à tua procura. Fico à tua espera.

4 comentários:

S. disse...

Às vezes tem que se procurar um bocadinho.. ou não?

Silver disse...

Olá S. Bem vinda.
Pois eu não tenho jeitinho nenhum para procurar.
Beijinho
Silver

S. disse...

Olá.
Será tanto o jeito ou mais a predisposição?...
Bjs.
S.

Silver disse...

É mais os dois, é.
Beijinho
Silver